VOLEIBOL PARA TODOS - BPI CAPACITAR

No passado dia 5 de dezembro 2016 a AVAL - Associação Voleibol do Alentejo e Algarve foi premiada pelo BPICAPACITAR pelo o seu projeto de cariz social - "Voleibol Inclusivo" – “Voleibol de Todos para Todos”.. Assim arrancou uma nova resposta para a promoção do voleibol na deficiência que está a ser implementado em todo o Alentejo e Algarve em parceria com instituições de apoio à deficiência, tornando este desporto mais inclusivo. A Aval agradece a coragem, dedicação e entrega a todos que contribuíram para esta realidade.

Com Humildade e Superação – Voleibol de Todos para Todos!!

Paulo Azevedo nasceu no dia 29 de outubro de 1981.

Sem aviso, e após uma gravidez de oito meses, a ainda adolescente Clara – sua mãe, via-se com um filho diferente nos braços. O bebé não tinha mãos nem pernas e os médicos não auguraram nada de bom.

O choque foi tremendo. Paulo nascia sem braços nem pernas mas a , a coragem e a determinação venceram. Nunca escolheu o caminho mais fácil. Com a ajuda da sua família e amigos, aprendeu a aceitar-se e a lutar para ser uma pessoa autónoma e independente. Para ele a deficiência esta nos olhos de quem a vê. Considera-se uma pessoa como todas as outras e a leva hoje “Uma Vida Normal” título do livro que escreveu.

Quando era criança os seus avós fizeram um ginásio em casa para fazer exercícios com as talas mas o Paulo queria era andar na brincadeira, apesar das deficiências, nunca se deu por vencido: tirou o curso de treinador de futebol 11 e chegou a participar em jogos, frequentou a universidade em Coimbra, foi administrativo numa empresa, conduz e frequentou um curso de representação coordenado por Tozé Martinho na Universidade Lusíada de Lisboa.

A deficiência física não constituiu embargo para uma vida normal. Aliás, normalidade é o lema pelo qual pauta a sua existência.

Paulo Azevedo
PA

Cristiano Ronaldo disse em relação à sua pessoa que “Sempre acreditei que podemos alcançar os nossos sonhos se trabalharmos arduamente e sem pensar nos obstáculos. O Paulo é o exemplo de que nada é impossível. Eu também sou testemunha!” foi por tudo isto que desafiamos o Paulo Azevedo a ser o rosto do nosso projeto premiado pelo BPI CAPACITARVoleibol de Todos para Todos

Assim e porque consideramos o Paulo uma força da natureza, um exemplo a seguir pela sua coragem, perspicácia, dedicação e entusiasmo fizemos dele o embaixador do projeto "Voleibol de Todos para Todos...".

A deficiência física não constituiu embargo para uma vida normal, e o desporto é a maior arma contra a exclusão social.

A AVAL pretende inovar a sua intervenção desportiva através da implementação da prática do Voleibol em instituições de apoio à deficiência. Assim e numa óptica de inclusão através do Voleibol pretende-se promover a inclusão social e desportiva das pessoas com deficiência. A operacionalização do projecto será desenvolvida numa primeira com as instituições do Algarve e Alentejo e posteriormente alargada a todo o território nacional em parceria com as nossas congéneres e com a Federação Portuguesa de Voleibol. O projecto será desenvolvido por uma equipa multidisciplinar, que congrega professores de educação de física, treinadores de voleibol, psicomotricistas/terapeutas ocupacionais. Com a implementação deste projecto nas diversas instituições de apoio à deficiência estaremos a quebrar rotinas instauradas no cidadão com deficiência e a promover a respectiva qualidade de vida.

17264638_1004467719686042_6885400834367521326_n

O presente projecto do qual muito nos orgulhamos permitirá desenvolver uma plataforma de cooperação inovadora entre instituições de fomento do voleibol e as instituições de apoio à deficiência na região do Algarve e Alentejo e numa segunda fase em território nacional. Com o desenvolvimento do Voleibol para todos/as será factível implementar um mecanismo social e desportivo que promova a qualidade de vida das pessoas com deficiência e sensibilizar as comunidades locais e as outras modalidades desportivas para a inclusão através da competição/treino desportivo. É objectivo com este projeto prestar um apoio social e desportivo às instituições que dão resposta na área da deficiência, optimizando assim estas as próprias valências sociais. Para além de promover a prática do voleibol é o objectivo da AVAL implementar um campeonato de Voleibol para Todos/as.

Porque ser diferente não significa ser inferior…

 

Muito obrigado

Assinado:

Coordenador do projeto: 

 António Espírito Santo